Sejam Bem Vindos!!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Sempre maravilhosa Saúde e Bem Estar!!!

 É virose! De novo...Ao contrário do que muita gente pensa, esse tipo de diagnóstico não é feito na incerteza. A recomendação de repouso, alimentação adequada e ingestão de muito líquido são, realmente, a melhor forma de ajudar o organismo a combater o inimigo.
De repente, surge um mal-estar, cansaço, dor de cabeça. Depois, dores pelo corpo inteiro, espirro, nariz escorrendo e febre. Ou dores de barriga, vômito, diarreias. E mais febre. Esses problemas de saúde são tão corriqueiros que muita gente já sabe o que vai escutar do médico: “Isso é uma virose!”. Muitos pacientes chegam até a se irritar com o diagnóstico e com a recomendação geral de repousar e cuidar bem da alimentação. E nada mais. Sem um pedido de exame de laboratório sequer, nem um medicamento. Daí, quase sempre bate a incerteza: “Será que o médico sabe o que está dizendo? Não seria melhor tomar um antibiótico logo de cara?”.
De olho nos sinaisNa maioria das vezes as viroses são benignas e desaparecem no período entre 48 e 72 horas. Porém, em alguns casos, a virose predispõe o organismo a infecções bacterianas. Estas, sim, trazem sérios prejuízos para o organismo. Cerca de 60% das pneumonias causadas por bactérias decorrem de uma gripe ou de outras viroses respiratórias. Ou seja, o indivíduo tem uma infecção viral que debilita o organismo temporariamente, o que se torna uma oportunidade e tanto para uma bactéria se aproveitar da ocasião e causar uma nova infecção. Outros quadros infecciosos que podem acontecer também são: sinusite, amidalite, otite e traqueíte.
Essas mudanças de rumo são mais frequentes em crianças e idosos porque o sistema imunológico em ambos os casos não conseguem responder a altura. “Nos menores porque as defesas ainda não funcionam como deveria. Nos mais velhos porque o próprio desgaste do organismo, somado a eventuais doenças, debilita o sistema de defesa”, explica Branco.
Por isso, é importante nunca descuidar da evolução da doença e comunicar ao médico qualquer sinal de mudança. “Nos problemas respiratórios, por exemplo, as infecções bacterianas apresentam febre mais alta e uma prostração mais acentuada que as provocadas por vírus. Já nas infecções gastrointestinais causadas por bactérias, as fezes podem apresentar muco ou sangue, além de outros sintomas como dores abdominais, diarreia aguda, febre, náusea e vômitos, que também são comuns às viroses”, explica André Nathan, clínico-geral e pneumologista do Hospital Nove de Julho e do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Nos casos das desidratações, os cuidados com as crianças e os idosos devem ser redobrados até porque são eles que perdem líquido com mais facilidade nos quadros agudos de gastrointerites.

Tome muito cuidado!!!Lave sempre as mãos/alimentos e tome cuidado com o que se come!!!Para ver a matéria completa com todos os sintomas,quadros ,bactérias e cuidados acesse o Viva Saúde e aprenda tudo sobre Virose!!Bjs!!!

Fonte:Viva Saúde on-line

Um comentário:

  1. Olá!
    Conheçam e utilizem o conteúdo do portal de Saúde Medicando com artigos e reportagens produzidas por excelentes profissionais do setor. Vocês também podem se cadastrar e receber gratuitamente a revista digital Medicando. É rápido e simples! Acessem: www.medicando.com.br.
    Equipe Medicando

    ResponderExcluir